Após puxão de orelha de Alexandre de Moraes, Gleise Hoffman muda sua narrativa Após puxão de orelha de Alexandre de Moraes, Gleise Hoffman muda sua narrativa Após puxão de orelha de Alexandre de Moraes, Gleise Hoffman muda sua narrativa Pular para o conteúdo principal

Após puxão de orelha de Alexandre de Moraes, Gleise Hoffman muda sua narrativa


 
Essa semana Gleise Hoffman declarou ser um absurdo o valor estabelecido das multas pela Justiça Eleitoral e que não é praticável para os partidos pagarem, uma vez que fogem ao orçamento dos partidos. A Reclamação da Deputada ocorreu em sessão da comissão especial que analisa a chamada PEC da Anistia. Se aprovada serão anistiados mais de R$ 20 bilhões em multa cobrado aos partidos por descomprimentos de regras eleitorais.

“Eu queria falar das multas dos tribunais eleitorais, que não são exequíveis e trazem a visão subjetiva da equipe técnica do tribunal, que sistematicamente entra na vida dos partidos políticos, querendo dar orientação, interpretando a vontade de dirigentes, a vontade de candidatos. Isto inviabiliza os partidos. Não pode haver uma Justiça Eleitoral. Isto já é um absurdo e custa três vezes mais do que o financiamento de campanha. Talvez precisemos olhar aí para mudar. Uma multa precisa ser pedagógica. A multa tem que trazer sanção política”, afirmou Gleise.

A Deputada ainda insinuou que “algo estaria errado” no fato de o Brasil ser o único país do mundo a ter Justiça Eleitoral. Mediante a declaração, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Alexandre de Moraes, reagiu. Em nota, ele repudiou as afirmações e classificou as falas como “errôneas” e “falsas”.

Hoje, sexta, Hoffman voltou e reafirmou a importância da Justiça Eleitoral, mas criticou a dissemelhança entre o orçamento dos partidos e do TSE.

“Eles vão fazendo as regras e sempre criticam os partidos. Hoje o orçamento do TSE é de R$ 10,7 [bilhões], o orçamento para distribuir entre os partidos é de R$ 1,2 [bilhão]. A gente tem que olhar isso. Tem uma coisa que não está bem medida e foi essa a crítica que fiz, senão fica só em cima dos partidos, como se os partidos fossem a coisa mais errada do processo“, afirmou.

Ao que tudo indica, Gleise Hoffman repensou suas palavras e decidiu não entrar em conflito o "todo-poderoso" do Supremo, afinal para os aliados do governo muita coisa é permitida, mas tudo tem um limite, mesmo para a presidente do PT.

No ano passado, o orçamento da Justiça Eleitoral foi de R$ 9,1 bilhões, enquanto o valor do Fundão Eleitoral, usado para bancar as eleições, está na casa dos R$ 5 bilhões.

FONTE: Alex Vittor - Jornal da Direita Online

Postagens mais visitadas deste blog

Gigante atacadista fechará suas últimas 24 lojas e encerrará suas atividades no Brasil

A rede atacadista Makro encerrará suas atividades no Brasil, fechando as últimas 24 lojas ainda em atividade no país. Foram 50 anos de história em solo brasileiro, ultrapassando a marca de 50 lojas espalhadas por vários estados. Nos últimos anos, a empresa repassou 30 lojas para o Atacadão, captando R$ 1,95 bilhão com a venda. Agora, a empresa contratou o Santander para encontrar um comprador para as lojas remanescentes e espera obter R$ 2 bilhões, de acordo com o Estadão. A rede Makro é administrada pelo grupo holandês SHV que desistiu de competir com outras redes atacadistas disponíveis no Brasil. Além desta razão, segundo a reportagem, é que a matriz já deixou de atuar como varejista na Europa há mais de 20 anos e também está encerrando suas lojas na Ásia e na África. Pleno News

Homem interrompe Globo ao vivo em velório de crianças em Blumenau: “Sangue do meu sobrinho está nas mãos de vocês, vagabundos”; ASSISTA AO VÍDEO

O velório das quatro crianças que morreram no ataque à creche em Blumenau ocorre ao longo desta quinta-feira (6), na cidade catarinense.  Durante uma entrada ao vivo do repórter Felipe Sales na TV Globo em frente ao cemitério, um homem interrompeu a transmissão. “O sangue do meu sobrinho está nas mãos de vocês, seus vagabundos”, disse, batendo palmas ao lado do repórter. Homem interrompe Globo ao vivo em velório de crianças em Blumenau e dispara: ‘Sangue do meu sobrinho está nas mãos de vocês’ #GloboLixo pic.twitter.com/xfW7xnxPWl — SAM - The Detective of ZV 🕵🏻‍♂️ (@Samhds2) April 6, 2023

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n