07 de Setembro "A Comemoração da Ditadura no Brasil" 07 de Setembro "A Comemoração da Ditadura no Brasil" 07 de Setembro "A Comemoração da Ditadura no Brasil" Pular para o conteúdo principal

07 de Setembro "A Comemoração da Ditadura no Brasil"


 
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) chegou à Esplanada dos Ministérios, nesta quinta-feira (7/9), no Rolls Royce, carro oficial da Presidência da República acompanhado da primeira-dama, Janja, para acompanhar o desfile cívico-militar das celebrações do 7 de Setembro, dia da Independência do Brasil.


Na tribuna de honra, entre as autoridades, também estão presentes a ministra dos Povos Indígenas, Sônia Guajajara, o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, o ministro da Secretaria de Comunicação Social, Paulo Pimenta, a ministra da Cultura, Margareth Menezes, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha.

Na quarta-feira (6/9), em pronunciamento em cadeia nacional, Lula destacou o caráter popular das comemorações e destacou o slogan "Democracia, Soberania e União". O presidente pregou também a união, independentemente da preferência política ou "do time de futebol". Segundo ele, nos últimos oito meses, o governo combateu o discurso de ódio e o entendimento voltou a ser palavra de ordem.

"Investimos no diálogo com o Congresso Nacional, os governos estaduais, as prefeituras, o Poder Judiciário, os partidos políticos, os sindicatos e a sociedade organizada. Por isso, amanhã não será um dia nem de ódio, nem de medo, e, sim, de união. O dia de lembrarmos que o Brasil é um só. Que sonhamos os mesmos sonhos", declarou o presidente.

Ao final do desfile, o petista embarca para a Índia, onde participará da 18ª Cúpula de chefes de Estado e governo do G20, o grupo que reúne 19 das principais economias do mundo e a União Europeia. No encontro que acontece nos próximos dias 9 e 10 de setembro, o chefe do Executivo apontou que pretende tratar principalmente sobre a agenda social, com foco no tema da desigualdade.


7 de Setembro de 2022

No ano passado, após participar de desfile militar em comemoração ao bicentenário da Independência, o na época presidente Jair Bolsonaro (PL) discursou para apoiadores que estavam na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, sob gritos de “imbrochável” e “mito”.

Manifestantes que ocuparam a Esplanada em apoio a ele repetiram pautas do 7 de Setembro de 2021 e pediram intervenção das Forças Armadas e ações contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e também protestam contra o PT e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, principal adversário do chefe do Executivo nas eleições de outubro.

Bolsonaro também beijou a ex-primeira dama, Michelle Bolsonaro Depois, seguiu viagem ao Rio de Janeiro, onde discursou por cerca de 20 minutos. Para os apoiadores, ele centrou o discurso em referências religiosas, na recuperação econômica e, principalmente, nas denúncias de corrupção dos governos do PT, para atingir seu principal adversário, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Ingrid Soares - Correio Brasiliense

Postagens mais visitadas deste blog

Gigante atacadista fechará suas últimas 24 lojas e encerrará suas atividades no Brasil

A rede atacadista Makro encerrará suas atividades no Brasil, fechando as últimas 24 lojas ainda em atividade no país. Foram 50 anos de história em solo brasileiro, ultrapassando a marca de 50 lojas espalhadas por vários estados. Nos últimos anos, a empresa repassou 30 lojas para o Atacadão, captando R$ 1,95 bilhão com a venda. Agora, a empresa contratou o Santander para encontrar um comprador para as lojas remanescentes e espera obter R$ 2 bilhões, de acordo com o Estadão. A rede Makro é administrada pelo grupo holandês SHV que desistiu de competir com outras redes atacadistas disponíveis no Brasil. Além desta razão, segundo a reportagem, é que a matriz já deixou de atuar como varejista na Europa há mais de 20 anos e também está encerrando suas lojas na Ásia e na África. Pleno News

Homem interrompe Globo ao vivo em velório de crianças em Blumenau: “Sangue do meu sobrinho está nas mãos de vocês, vagabundos”; ASSISTA AO VÍDEO

O velório das quatro crianças que morreram no ataque à creche em Blumenau ocorre ao longo desta quinta-feira (6), na cidade catarinense.  Durante uma entrada ao vivo do repórter Felipe Sales na TV Globo em frente ao cemitério, um homem interrompeu a transmissão. “O sangue do meu sobrinho está nas mãos de vocês, seus vagabundos”, disse, batendo palmas ao lado do repórter. Homem interrompe Globo ao vivo em velório de crianças em Blumenau e dispara: ‘Sangue do meu sobrinho está nas mãos de vocês’ #GloboLixo pic.twitter.com/xfW7xnxPWl — SAM - The Detective of ZV 🕵🏻‍♂️ (@Samhds2) April 6, 2023

Jovem Pan baixa a cabeça e demite Thiago Pavinatto, (Veja o Vídeo)

O apresentador Tiago Pavinatto, do programa Linha de Frente e Os Pingos nos Is, foi demitido da Jovem Pan nesta terça-feira (22). A demissão ocorreu após o advogado e comentarista político se recusar a pedir desculpas a um desembargador que foi chamado por ele de “vagabundo tarado”. Nesta segunda (21), Pavinatto comentou a decisão do desembargador Airton Vieira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), de ter inocentado um acusado de estupro contra uma menina de 13 anos. Exaltado com a notícia, Pavinatto ofendeu o magistrado e, mesmo a emissora pedindo para que ele se desculpasse, o profissional se negou. – A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton Vieira e eu não vou fazer. E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação para uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda – declarou. E continuou: – Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar. Eu n