MBL quer processar Damares por críticas a vídeo sobre estupro
Caso queira nos ajudar a manter nosso site faça uma doação diretamente, através do PayPal, clique no botão abaixo

MBL quer processar Damares por críticas a vídeo sobre estupro


O coordenador do Movimento Brasil Livre (MBL), Renan Santos, afirmou que irá acionar a Justiça contra a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, após ela anunciar que irá tomar providências acerca de um vídeo do grupo com suposta apologia ao estupro, feito em 2018.

Segundo Renan, a ministra faz uso da imagem dele e de sua colega, Bárbara Tonelli, para realizar “ataque político”.

Tanto eu quanto a Bárbara Tonelli vamos processar a Damares Alves pelo uso da nossa imagem pra fazer ataque político. Essa sujeira não ficará impune – declarou o ativista no Twitter, na tarde desta segunda-feira (13).

No vídeo em questão, Renan faz o que chamou de “piada infeliz” com a também integrante do movimento Bárbara Tonelli. Na ocasião, ele afirma que, caso eles fossem barrados na entrada de um bar, iriam estuprá-la.

– Eu falo, vocês repetem: nós, democraticamente, decidimos que vamos caminhar até o bar Violeta, que foi selecionado e negociado pela agente Bárbara Tonelli. Se não formos permitidos de entrar, a Bárbara será estuprada – disse.



Fonte: Pleno News 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem