Sem papas na Língua, Marcos Rogério solta o verbo sobre o mi mi mi após desfile, (Veja o Vídeo)
Caso queira nos ajudar a manter nosso site faça uma doação diretamente, através do PayPal, clique no botão abaixo

Sem papas na Língua, Marcos Rogério solta o verbo sobre o mi mi mi após desfile, (Veja o Vídeo)


Nesta terça-feira (10), durante sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, o senador Marcos Rogério (DEM-RO) falou sobre o desfile de tanques, realizado na parte da manhã, e negou ter ficado constrangido com o ato. 

O parlamentar ressaltou que o que o deixa constrangido é o “desfile de corrupção, o desfile de roubalheira, o desfile de dinheiro público saindo do Brasil e indo financiar serviços em países dominados por ditadores, por comunistas”.

O comboio militar incluiu tanques de guerra e lança-mísseis, que estacionaram em frente ao Palácio do Planalto, onde o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Defesa, Walter Souza Braga Netto, estiveram presentes para serem convidados oficialmente para a Demonstração Operativa, treinamento militar da Marinha marcado para o dia 16 de agosto, no Campo de Instrução de Formosa (CIF).

Ao falar sobre o desfile, Marco Rogério lembrou que o ato já estava marcado antes da votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do voto impresso auditável e criticou os governos anteriores.

– Obviamente que esse desfile [militar], essa manifestação já estava preparada. Forças Armadas em desfile não me assustam e nem me constrangem. Tem outras coisas que me assustam e constrangem. 

E o Brasil já vivenciou isso nas últimas décadas […] Me constrange o desfile de corrupção, o desfile de roubalheira, o desfile de dinheiro público saindo do Brasil e indo financiar serviços em países dominados por ditadores, por comunistas, num alinhamento de esquerda que tirou do brasileiro para colocar em Cuba, para colocar na Venezuela […] Isso me dói muito […] O desfile [militar] não me amedronta.

 Quem tem medo de militares tem suas razões. Eu não. Eu tenho medo de quem usa o poder para tirar do povo, usa a República para atender aos seus caprichos, ao seu projeto de poder, à perpetuação – destacou.



*Pleno News 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem