Lula ameaça censurar imprensa e internet e sociedade reage e denuncia autoritarismo
Caso queira nos ajudar a manter nosso site faça uma doação diretamente, através do PayPal, clique no botão abaixo

Lula ameaça censurar imprensa e internet e sociedade reage e denuncia autoritarismo


O ex-presidente Lula declarou, como faz há anos, que pretende, caso chegue ao poder, regulamentar a atividade de imprensa, a internet e os meios de comunicação. 

As declarações do ex-presidente geraram reação por parte da sociedade, que denunciou a intenção de censura e as tendências ditatoriais do eterno candidato. 

A escritora Claudia Wild apontou: “Enquanto Bolsonaro, massacrado diuturnamente pela mídia, defende a imprensa e a internet livres, o tiranete ex-condenado promete ‘regular os meios de comunicação e a internet’. Nome bonitinho para a censura que o sujeitinho quer. E a imprensa brasileira continua calada!”. 

O investidor Leandro Ruschel afirmou: “A decisão do TSE de impedir monetização de canais conservadores no Youtube é um ato de censura. É como se veículos de comunicação - rádios, jornais e emissoras de TV - fossem proibidos de vender espaço publicitário, o que levaria ao seu fechamento. Estadão apoia e comemora decisão do TSE que censura canais conservadores, através de desmonetização. 

Os militantes de redação combatem a liberdade de expressão. Defendem o direito apenas para eles mesmos”. Ruschel acrescentou: “Quando Lula fala que vai regulamentar a imprensa e a internet, ele está apenas concordando com os militantes de redação, que há tempos defendem a censura, acreditando que ela será direcionada apenas aos influenciadores fora da velha imprensa. 

Eles estão cavando a própria cova”. A vice-presidente do PTB, Graciela Nienov, disse: “O candidato da imprensa é aquele que afirma que irá regulamentar a imprensa. Obviamente que "regulamentar a imprensa" é impor algum tipo de censura. E os jornalistas caladinhos diante dessa ameaça à sua liberdade de atuação. 

A imprensa brasileira é gado de Lula e do PT”. A deputada Bia Kicis apontou: “O ex condenado Lula promete censura mas, claro, diz que não é censura. E a imprensa, vai ficar calada? Acham que não chegará a sua vez?”. 

O deputado Eduardo Bolsonaro afirmou: “Enquanto a imprensa mente que Bolsonaro ameaça a democracia, Lula reafirmou que se o PT voltar ao poder, vai censurar a mídia e controlar a internet. Bolsonaro está elaborando decreto garantindo liberdade para todos nas redes, enquanto Lula quer censura. Quem é o ditador?”.

 O empresário Flávio Augusto observou: “Lula disse hoje que, se vencer as eleições em 2022, regulará a imprensa e a internet. E completou: “não é censura”. Finalizou defendendo o falecido ditador Hugo Chavez da Venezuela que perseguiu e fechou meios de comunicação. Coitado do Brasil…”. 

O deputado federal Coronel Tadeu conclamou: “O ex-presidiário fez as declarações em entrevista ao jornal Bahia no Ar, na quinta-feira 26. Além disso, o petista também prometeu a regulação da imprensa, o que, na prática, todos sabemos que é censura. Por isso, temos que impedir a eleição desse can****!”. 

O presidente da fundação Palmares, Sérgio Camargo, relatou: “Lula defende abertamente censura da imprensa e da internet, sob o disfarce da "regulamentação"”. 

O deputado Marcel Van Hattem disse: “É inacreditável que a declaração do ex-presidente Lula sobre a necessidade de regulamentar a mídia no Brasil tenha passado praticamente despercebida pelos grandes veículos de comunicação, que não estão discutindo essa ameaça à liberdade de informação. Lula e o PT seguem com a ideia fixa de “regulamentar os meios de comunicação”. Isso significa, na prática, censura e controle de conteúdo para calar as opiniões divergentes”. 

O economista Rico Pinheiro ironizou queixas da velha imprensa por censura judicial: “Quando prenderam jornalista, PF no Terça Livre, inquérito de Fakes News, censura e banimento, derrubada de canais de YouTubers, cancelamento nas redes sociais, a Velha Imprensa Lixo riu e escarneceu, achando q o autoritarismo e ditadura do Sistema, não a atingiria! Pois é...”. 

O empresário Salim Mattar, ex-secretário de privatizações do governo Bolsonaro, disse: “Pau que bate em Chico, bate em Francisco. A mesma mídia que se calou diante da censura de veículos de imprensa de direita, agora sofre censura por parte de juízes. A imprensa deveria defender mais explicitamente a liberdade de expressão, um dos pilares da nossa democracia”.

A jornalista Carina Belomé apontou: “Lula quer e fará se puder a CENSURA geral contra opiniões contrárias às suas. Ele admira o sistema chavista e apoia que o Brasil viva o mesmo que VENEZUELA. É isso o que queremos? Quem não conhece a história está fadado a repeti-la”. 

A advogada Raquel Stasiaki questionou: “Como é que jornalistas conseguem passar pano pra Lula que diz abertamente que vai regular os meios de comunicação?”

*Folha Política 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem