Mario Frias sobre incêndio na Cinemateca, ‘herança maldita do petismo’
Caso queira nos ajudar a manter nosso site faça uma doação diretamente, através do PayPal, clique no botão abaixo

Mario Frias sobre incêndio na Cinemateca, ‘herança maldita do petismo’



Um dia após o incêndio na Cinemateca Brasileira, em São Paulo, o secretário Especial de Cultura, Mario Frias, usou as redes sociais para atribuir o incidente ao sucateamento promovido pelo PT no setor cultural do Brasil.

A declaração de Frias é uma resposta às críticas do deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), que disse que o Brasil está “nas trevas bolsonaristas”.

O estado [em] que recebemos a Cinemateca é uma das heranças malditas do governo apocalíptico do petismo, que destruiu todo o Estado para rapinar o dinheiro público e sustentar uma imensa quadrilha de corrupção e sujeira criminosa – afirmou o secretário de Cultura.

Ainda segundo Frias, o Brasil teria mais investimento em cultura se não fossem os desvios promovidos nos governos do PT.

– [Se] Não tivessem feito isto, teríamos verba para criar mil novas cinematecas – concluiu o secretário.

O ministro Gilson Machado, do Ministério do Turismo, que engloba a Secretaria Especial de Cultura, complementou as declarações de Frias.

– Petismo é isso: quando a montanha fala, ela cria o problema e culpa quem está tentando resolvê-lo. Quantas cinematecas seriam criadas com os bilhões que foram judicialmente devolvidos no Mensalão e na Lava Jato? Afinal, no bolsonarismo, não temos [como] presidente [um] ex-presidiário – disse Machado.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o incêndio que atingiu um galpão de mil metros quadrados na Cinemateca Brasileira, em São Paulo, na noite de quinta-feira (29), teve início durante a manutenção do sistema de ar-condicionado. O dano ao acervo, que reúne décadas da produção do audiovisual nacional, ainda não foi estimado.

A Cinemateca foi interditada pelo Corpo de Bombeiros nesta sexta (30).





*Pleno News

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem