Urgente: PF faz busca e apreensão contra Salles a mando do STF.
Caso queira nos ajudar a manter nosso site faça uma doação diretamente, através do PayPal, clique no botão abaixo

Urgente: PF faz busca e apreensão contra Salles a mando do STF.




A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta 4ª feira (19.mai.2021), busca e apreensão em endereços ligados a Ricardo Salles e ao Ministério do Meio Ambiente.

A ação tem como objetivo, segundo a PF, apurar crimes corrupção, advocacia administrativa, prevaricação e facilitação de contrabando. Os delitos teriam sido praticados por agentes públicos e empresários do ramo madeireiro.

Cerca de 160 policiais federais cumprem 35 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal e nos Estados de São Paulo e Pará. A operação, batizada de Akuanduba, foi deflagrada por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal).

A decisão judicial ainda determinou a quebra dos sigilos fiscal e bancário de Salles. A casa do ministro do Meio Ambiente, na região central de São Paulo, o imóvel funcional que ele ocupa em Brasília e um gabinete da pasta no Pará estão entre os endereços visitados pelos agentes da PF.


A Justiça também determinou o afastamento preventivo de 10 agentes públicos ocupantes de cargos e funções de confiança no Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Renováveis) e no Ministério do Meio Ambiente. Um deles é Eduardo Bim, presidente do Ibama. O nome dos outros servidores não foram revelados.

O Supremo ainda ordenou a suspensão imediata da aplicação do Despacho nº 7036900/2020/GAB/IBAMA (íntegra – 3 MB). A medida teria sido elaborada a pedido de empresas com cargas apreendidas no exterior e resultou na regularização, segundo a PF, de cerca de 8 mil cargas de madeira ilegal.

O site Poder360 procurou o Ministério do Meio Ambiente, o Ibama e o ministro Ricardo Salles, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

*Poder 360

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem