Senado instala CPI da Pandemia; Renan Calheiros será o relator
Caso queira nos ajudar a manter nosso site faça uma doação diretamente, através do PayPal, clique no botão abaixo

Senado instala CPI da Pandemia; Renan Calheiros será o relator



A reunião inaugural para instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid aconteceu na manhã desta terça-feira (27), no Senado Federal, e definiu a composição do colegiado, com a escolha dos nomes do presidente, vice e relator, além dos 11 integrantes e dos sete suplentes. O grupo terá, inicialmente, 90 dias para desenvolver os trabalhos.

O senador Omar Aziz (PSD-AM) foi eleito presidente do colegiado ao vencer o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) por 8 votos a 3. Já o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), foi escolhido vice com 7 votos. Para a relatoria, Omar escolheu o senador Renan Calheiros (MDB-AL), cujo nome foi envolvido em um imbróglio jurídico, após escolha do presidente eleito.


Inicialmente, o nome de Renan havia sido declarado impedido de ocupar a relatoria em razão de uma decisão da Justiça Federal de Brasília, que acolheu, na noite de segunda-feira (26), uma ação popular ajuizada pela deputada Carla Zambelli (PSL-SP). A decisão, porém, foi derrubada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) ainda na manhã desta terça.

Em seus trabalhos, a CPI deve ouvir autoridades, como os ex-ministros da Saúde e das Relações Exteriores, e apurar ações e supostas omissões do governo federal na crise sanitária. Ao final dos trabalhos, o relator deve elaborar um documento final com a conclusão das investigações, que será encaminhado ao Ministério Público para eventuais criminalizações.

QUEM FARÁ PARTE DA CPI

A CPI será composta por 11 senadores titulares e sete suplentes. A maioria do colegiado é de senadores oposicionistas ou independentes. Entre os integrantes que apoiam o presidente Jair Bolsonaro estão os senadores Ciro Nogueira (PP-PI) e Jorginho Mello (PL-SC).

Os nomes indicados como titulares são Eduardo Braga (MDB-AM), Renan Calheiros (MDB-AL), Ciro Nogueira (PP-PI), Omar Aziz (PSD-AM), Otto Alencar (PSD-BA),​ Tasso Jereissati (PSDB-CE), Eduardo Girão (Podemos-CE), Marcos Rogério (DEM-RO), Jorginho Mello (PL-SC), Humberto Costa (PT-PE) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Os suplentes serão Jader Barbalho (MDB-PA), Luis Carlos Heinze (PP-RS), Angelo Coronel (PSD-BA), Marcos do Val (Podemos-ES), Zequinha Marinho (PSC-PA), Rogério Carvalho (PT-SE) e Alessandro Vieira (Cidadania-ES).

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem