Moro é ‘rebaixado’ de função em empresa jurídica
Caso queira nos ajudar a manter nosso site faça uma doação diretamente, através do PayPal, clique no botão abaixo

Moro é ‘rebaixado’ de função em empresa jurídica


O ex-juiz Sergio Moro aparentemente foi rebaixado de sócio-diretor a consultor na empresa de assessoria jurídica Alvarez & Marsal. A mudança vem menos de seis meses após ele ter sido contratado pela companhia. Moro deixou o governo do presidente Jair Bolsonaro no qual chefiava o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Antes contratado pela empresa como diretor da área de disputas e investigações, agora a Alvarez & Marsal está alegando ao Tribunal de Contas da União (TCU) que Moro não é sócio de nenhuma das empresas, mas apenas um consultor e que ele só recebe quando presta algum serviço.

A remuneração do Sr. Sérgio Moro decorre tão somente dos honorários pagos pela empresa-cliente nos específicos casos em que está autorizado a atuar e com base na efetiva prestação de serviços como consultor – diz a manifestação da consultoria.


No entanto, em comunicado publicado em seu próprio site em 30 de novembro de 2020, a Alvarez & Marsal afirmou que Moro havia sido contratado como sócio-diretor para atuar na área de Disputas e Investigações. Inclusive, o release de apresentação do ex-juiz, como sócio-diretor ainda está no ar. A empresa administra a recuperação judicial da Odebrecht.

O ministro do TCU, Bruno Dantas, pediu esclarecimentos à Alvarez & Marsal sobre a admissão de Moro. Ele oficiou a 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo, onde tramita a recuperação judicial da Odebrecht, para obter documentos sobre a contratação da administradora judicial da empreiteira.

De acordo com Dantas, há risco de conflito de interesse. Isso porque Moro, como juiz, contribuiu para a piora da situação econômica da empresa e, depois, passou a receber renda dela em seu processo de reestruturação.

A suspeição da Alvarez & Marsal foi levantada pelo TCU porque Moro foi o juiz que conduziu o processo da Lava Jato e que levou à prisão de vários executivos e ao processo de delação premiada e acordo de leniência da companhia.

*Pleno News

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem