Justiça atende Carla Zambelli e manda barra Renan Calheiros de assumir como relator da CPI da Covid
Caso queira nos ajudar a manter nosso site faça uma doação diretamente, através do PayPal, clique no botão abaixo

Justiça atende Carla Zambelli e manda barra Renan Calheiros de assumir como relator da CPI da Covid


A Justiça Federal de Brasília decidiu na noite desta segunda-feira, (26), barrar o senador Renan Calheiros de assumir como relator da CPI da Covid, que será instalada amanhã (27) no Senado.

O pedido foi feito pela aliada do presidente da República, Jair Bolsonaro, a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), que ingressou com ação na Justiça Federal para impedir que o senador Renan Calheiros (MDB-AL) seja relator da CPI da COVID. 

Com minoria na comissão, o Palácio do Planalto cedeu e aceitou o acordo fechado por senadores independentes e de oposição que definiu Renan na função. O emedebista tem feito duras críticas à gestão federal no enfrentamento da pandemia.


Na petição que levou à concessão da liminar, Carla Zambelli justificou que a indicação de Renan Calheiros afronta a moralidade administrativa e compromete a “imparcialidade que se pretende de um relator” porque ele responde a processos em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF).

Nas redes sociais, Zambelli celebrou a decisão do juiz Charles Renaud, da 2ª Vara Federal de Brasília: “Agradeço ao Dr. Sormane e a todos os apoiadores. Essa vitória é de vocês!”.


*Gazeta Brasil 


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem