Lula dá chilique ao vivo após ser questionado sobre corrupção em seu governo, se enrola e faz revelações, (veja o vídeo)
Caso queira nos ajudar a manter nosso site faça uma doação diretamente, através do PayPal,

Lula dá chilique ao vivo após ser questionado sobre corrupção em seu governo, se enrola e faz revelações, (veja o vídeo)


O ex-presidiário Luiz Inácio Lula da Silva se irritou com perguntas sobre corrupção durante os governos do PT. Ele concedeu entrevista à Rádio Educadora de Piracicaba (SP) nesta quarta-feira (29).

Na conversa, o entrevistador Paulo Eduardo Carlim perguntou: “Lula, eu queria voltar à temática das acusações de corrupção que pesaram sobre você e sobre e sobre o PT, no caso, corrupção passiva, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica, ocultação de patrimônio, enfim, aquilo que ficou conhecido como ‘Quadrilhão do PT’.

Você considera que tenha sido traído por tantos dos seus pares, muitos condenados, e que inclusive chegaram a devolver dinheiro aos cofres públicos, ou em que medida o presidente Lula tenha sido talvez negligente com o que se passava no segundo, no terceiro escalão do governo?”.

Demonstrando nervosismo, Lula respondeu: “Deixa eu te dizer uma coisa, Paulo, você é uma pessoa séria, você é um jornalista competente, você não sabe o que está acontecendo na tua casa agora, você sabe? Se eu perguntasse o que o seu filho está fazendo, você não sabe”.

“Querer que um presidente da República saiba o que acontece no meio de um milhão de pessoas, querer que um presidente da República saiba o que está acontecendo em oito milhões e meio de quilômetros quadrados, que representa o governo federal, é no mínimo má fé”, continuou.

Na mesma resposta, Lula admitiu que foi avisado com antecedência sobre uma operação da Polícia Federal (PF) contra o seu irmão Genival Inácio da Silva, em 2007. Ele era investigado por corrupção, contrabando, tráfico e jogos de azar.

“No nosso governo, a Polícia Federal foi na casa do meu irmão. Eu fiquei sabendo 12 horas antes porque eu tava na Índia, tinha um fuso-horário, e eu falei: ‘Não, se a Polícia Federal quer ir lá, que vá, que investigue e depois peça desculpas'”.

“O problema não é a acusação, o problema é que quando você é canalha e faz a acusação, depois você tem que ter o caráter de pedir desculpas”, completou.



*Gazeta Brasil  

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem