No MT, vereador surta e saca a arma contra colega durante sessão ao vivo (veja o vídeo)
Caso queira nos ajudar a manter nosso site faça uma doação diretamente, através do PayPal, clique no botão abaixo ou através do PIX EMAIL: pordentrodapolitica2022@gmail.com

No MT, vereador surta e saca a arma contra colega durante sessão ao vivo (veja o vídeo)


Uma sessão na Câmara Municipal de Querência, a 912 km de Cuiabá, a foi interrompida após uma briga começar entre dois vereadores e um deles sacar uma arma contra o outro. A Polícia Militar precisou intervir.

De acordo com o boletim de ocorrência, durante a discussão, o vereador Neiriberto Martins Erthal, de 46 anos, se levantou, foi em direção ao vereador Edmar Lucio Batista, e deu um soco nele, iniciando a agressão.

Siga nossas redes
Telegram  enquanto a censura não chegar 

Em nota, a Câmara de Querência disse que a sessão foi suspensa após a confusão, mas que não houve feridos. A Casa informou ainda que uma investigação policial será instaurada para apurar o caso.

“Pertinente aos vereadores envolvidos nas vias de fato, as medidas cabíveis serão tomadas em conformidade dos trâmites constantes no regimento interno desta Casa de Leis”, diz.

O vídeo de um trecho da sessão mostra o momento em que Neiriberto começa a ficar nervoso e discute com outro parlamentar. Em seguida, ele diz "O trabalho aqui é feito e é organizado. Vossa excelência, seja homem e assuma...", o parlamentar não conclui a frase e levanta da cadeira para ir até o outro vereador.

Segundo a polícia, esse é o momento em que Neiriberto foi até Edmar e deu um soco nele.

Em seguida, Neiriberto e desequilibrou e caiu no chão, momento em que Edmar o agrediu. A equipe da Policia Militar interveio, para conter a briga, e quando afastava Neiriberto do local, o parlamentar sacou uma arma e fez ameaças contra Edmar.

O militar conseguiu conter o vereador e levá-lo para outra sala, e quando percebeu que o suspeito estava com arma em punho, conduziu o vereador Edmar para o abrigo atrás da bancada e posteriormente para fora do plenário.

Ainda segundo as informações da PM, não houve disparo de arma de fogo e a arma usada na ameaça não foi encontrada.

As partes foram conduzidas para à delegacia para registrarem a ocorrência. A advogada da câmara de vereadores se fez presente . A vítima, Edmar, não manifestou interesse de representar contra o colega.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem