PGR deve apurar possível crime de improbidade de Kim Kataguiri
Caso queira nos ajudar a manter nosso site faça uma doação diretamente, através do PayPal, clique no botão abaixo ou através do PIX EMAIL: pordentrodapolitica2022@gmail.com

PGR deve apurar possível crime de improbidade de Kim Kataguiri


A pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), o Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo irá apurar se o deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) cometeu crime de improbidade administrativa. 

O caso é referente a uma fiscalização feita pelo parlamentar em um hospital na cidade de Guarulhos (SP). A informação foi dada pelo colunista Guilherme Amado, do site Metrópoles.

Em 16 de abril deste ano, Kataguiri entrou no Hospital Geral de Guarulhos juntamente com os deputados estaduais Ricardo Mellão (Novo) e Arthur do Val (Patriota), além do vereador Lucas Sanches (PP). Eles afirmaram que estavam fiscalizando o local.

Na época, a Secretaria de Saúde paulista afirmou que foi uma “invasão que colocou em risco pacientes e profissionais de saúde”. No entanto, no dia seguinte ao episódio, o governo paulista afirmou que tudo não passou de um “mal entendido”.

Após o episódio, um professor de Bauru enviou uma notícia crime ao Supremo Tribunal Federal (STF), apontando um crime de “atentado contra a segurança de serviço de utilidade pública”. Na época, o ministro Nunes Marques pediu um posicionamento da PGR.

De acordo com o veículo, em outubro a PGR se manifestou negando que Kataguiri tenha cometido o crime de atentado contra a segurança, mas apontou que poderia ter ocorrido crime de improbidade administrativa, já que não cabe a parlamentares federais fiscalizar hospitais públicos.

*Pleno News

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem