Mônica Bergamo tenta lacrar ao defender André Marinho, mas é desmascarada por diretora do Pânico
Caso queira nos ajudar a manter nosso site faça uma doação diretamente, através do PayPal, clique no botão abaixo ou através do PIX EMAIL: pordentrodapolitica2022@gmail.com

Mônica Bergamo tenta lacrar ao defender André Marinho, mas é desmascarada por diretora do Pânico



Recebo um telefonema. Uma mulher, do outro lado da linha, se apresenta como "Paulinha, produtora do Pânico". Fala alto e reclama de postagem no meu Twitter em que eu digo que André Marinho era o mais talentoso do programa. Chequei. O telefone era dela. Fica registrada a queixa.

Com este tuíte, a jornalista da Folha de S. Paulo, Mônica Bergamo, achou que iria dar mais uma lacrada nas redes, ao atacar e tentar desmerecer a diretora do programa Pânico, Paula Krausche, da Jovem Pan, mas a resposta veio certeira, desmascarando não só o motivo do post, como a mentira publicada



Monica Bergamo Seria bom vc como jornalista renomada ouvir o outro lado, mas vc desligou na minha cara. Muito elegante e profissional da sua parte. Sempre tendenciosa com seus amigos. Fica registrado!, escreveu Paula, trazendo à tona o que havia ocorrido, de fato.


Mas a lei do retorno é implacável, e a polêmica acabou beneficiando “o lado certo da história”, como ficou registrado na mensagem seguinte de Krausche.

Oi Monica kkkk Obrigada por ter desligado na minha cara. Ganhei mais de 10 mil seguidores. Fica registrado, o engajamento foi ótimo! Ah, eu sou a Diretora do Pânico, mas não seria demérito se aqui eu fosse produtora, tenho MUITO ORGULHO de ser.



Monica, em um só post, desmereceu os demais membros do programa Pânico, com milhões de ouvintes, telespectadores e seguidores, desrespeitou uma mulher ao tentar diminuir sua importância profissional e ainda teve que engolir o “lado que o povo escolheu acreditar”.


Fonte: Jornal da Cidade 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem