Responsáveis por disparos de fake news em 2022 serão cassados e presos.
Caso queira nos ajudar a manter nosso site faça uma doação diretamente, através do PayPal, clique no botão abaixo ou através do PIX EMAIL: pordentrodapolitica2022@gmail.com

Responsáveis por disparos de fake news em 2022 serão cassados e presos.


O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, afirmou na manhã desta quinta-feira (28) que ‘se houver repetição do que houve em 2018, terá cassação e prisão’.

A declaração foi dada durante o julgamento da cassação da chapa do presidente Jair Bolsonaro e vice Hamilton Mourão.

Moraes será presidente do TSE em 2022 e se referiu à difusão em massa de “notícias falsas”.

“A Justiça Eleitoral, assim como toda a Justiça, pode ser cega, mas ela não é tola. Não podemos criar de forma alguma um precedente avestruz, ‘ah, não ocorreu nada’. Todo mundo sabe o que ocorreu, todo mundo sabe o mecanismo utilizado nas eleições e depois das eleições”, disse o ministro no voto.

“Se houver repetição do que foi feito em 2018, o registro será cassado. E as pessoas que assim fizerem irão para a cadeia por atentar contra as eleições e a democracia no Brasil”, afirmou.

O ministro votou contra a cassação da chapa, apesar de acreditar que esquema existe, mas que não foram apresentadas provas.

*Gazeta Brasil 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem