Não podemos admitir traidores da Constituição”
Caso queira nos ajudar a manter nosso site faça uma doação diretamente, através do PayPal, clique no botão abaixo

Não podemos admitir traidores da Constituição”


Na tarde desta segunda-feira (23), a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, criticou declarações que colocam em dúvida a integridade das eleições. A fala dela ocorreu durante uma palestra na PUC de Minas Gerais (MG).

Em um contexto em que explicava que a Constituição protege direitos fundamentais e sociais, a ministra destacou que a Carta Magna deve ser protegida.

“A vida mudou porque a Constituição permitiu a possibilidade de adotar instrumentos para que a gente possa viver em paz. Compete a nós garantirmos que ela se mantenha”, disse.

Para Carmen Lúcia, é necessário garantir o cumprimento da legislação para proteger o futuro do país. Ela parafraseou José Pimenta Bueno, que fez uma análise da Constituição do Império.

“Essa constituição durará enquanto durar a democracia brasileira. Traidor da Constituição é traidor da Pátria. Não podemos admitir traidores da constituição, que são traidores da história brasileira, do presente e principalmente do futuro”, disse.

*Gazeta Brasil

1 Comentários

  1. Realmente trata-se de uma Constituição Federal, e, cá pra nós,"deu um trabalhão danado" a sua afirmação nessa qualidade de Lei Maior ;entretanto, é bom que fique registrado que o trabalho para estabelecimento dessas NORMAS não é o mesmo observado para a sua derrocada que, pasmos, boquiabertos e afins estamos vivenciando ...
    Se porventura ( eu)estiver errado, pelos "Princípios" básicos(sim, os mais elementares, o feijão com arroz) do que podemos chamar de DEMOCRACIA ,por favor, corrijam-me, isto, claro, no contexto da simples lógica, enfim,do bom senso ,gratuito presente Divino !

    ResponderExcluir
Postagem Anterior Próxima Postagem