Pacheco defende manutenção do sistema atual de urna eletrônica, "não vejo indício de fraude"
Caso queira nos ajudar a manter nosso site faça uma doação diretamente, através do PayPal, clique no botão abaixo ou através do PIX EMAIL: pordentrodapolitica2022@gmail.com

Pacheco defende manutenção do sistema atual de urna eletrônica, "não vejo indício de fraude"


O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), defendeu a manutenção do atual sistema eletrônico de votações, em entrevista concedida à CNN Brasil, exibida na noite deste domingo (4). O senador declarou que não identifica indícios de fraudes em eleições e que confia na Justiça eleitoral.

A minha posição é de plena confiança na Justiça eleitoral brasileira. Não identifico indício algum de fraude nos resultados eleitorais do Brasil. Portanto, essa é uma opinião que tenho: que o sistema eleitoral deveria continuar pelo sistema eletrônico – disse.


Na entrevista, Pacheco voltou a falar sobre pedidos de impeachment e disse que o instrumento “não pode ser banalizado”. O presidente do Senado destacou que a medida “gera muita desestabilização” em um momento em que o Brasil precisa, na opinião dele, de união.

– É um instituto que existe no ordenamento jurídico e que gera muita desestabilização. Acaba sendo uma ruptura, de modo que tem que ser tratado com muita responsabilidade, sobretudo no momento em que o Brasil precisa de união, pacificação e consenso – disse.

O senador defendeu ainda a aprovação de uma reforma tributária que não aumente a carga tributária e disse que é papel do Congresso apresentar uma fórmula “que signifique desburocratização”.

– É fundamental que o Poder Executivo se faça presente, porque é o ente que arrecada, mas também é um papel do Congresso Nacional, de apresentar uma fórmula, uma proposta, que signifique desburocratização, simplificação, que combata algo muito grave hoje, que é a desigualdade – completou Pacheco.

*AE

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem