Lewandowski dá 5 dias para CPI explicar adiamento de depoimento de Barros
Caso queira nos ajudar a manter nosso site faça uma doação diretamente, através do PayPal, clique no botão abaixo ou através do PIX EMAIL: pordentrodapolitica2022@gmail.com

Lewandowski dá 5 dias para CPI explicar adiamento de depoimento de Barros



Nesta segunda-feira (5), o ministro Ricardo Lewandowski, Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que a CPI da Covid do Senado Federal se manifeste, no prazo de cinco dias, sobre o adiamento do depoimento do deputado federal Ricardo Barros (PP-PR).

A comissão aprovou o requerimento de convocação do parlamentar e chegou a sinalizar que ouviria o deputado na quinta (8), mas voltou atrás e ainda não marcou a oitiva com o líder do governo


A defesa de Barros, que atua como líder do governo na Câmara dos Deputados, acionou o Supremo com um mandado de segurança em que solicita que seja mantida a data original de sua oitiva.

Ao STF, Barros argumentou que “o adiamento indefinido e imotivado do depoimento do impetrante viola seu direito fundamental à ampla defesa, constitui abuso de poder da CPI e é viciado, ainda, pela absoluta falta de fundamentação”.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem