Justiça manda e globo publica direito de resposta de Ana Paula Henkel
Caso queira nos ajudar a manter nosso site faça uma doação diretamente, através do PayPal, clique no botão abaixo

Justiça manda e globo publica direito de resposta de Ana Paula Henkel


Nesta segunda-feira (26), plataformas do Grupo Globo publicaram o direito de resposta que a comentarista Ana Paula Henkel conseguiu após acionar a Justiça. 

A ação movida por Henkel aconteceu após uma declaração feita pelo ex-jogador Walter Casagrande em fevereiro deste ano. A decisão, do juiz Christopher Alexander Roisin, da 14ª Vara Cível do Tribunal de Justiça de São Paulo, apontou que Ana teve sua honra ferida por Casagrande.

A comentarista, que também é ex-jogadora de vôlei, respondeu a um texto publicado por Casagrande em seu blog.


Leia, abaixo, a íntegra do texto que o Grupo Globo teve que publicar:

Direito de resposta de Ana Paula Henkel

Na data de 21/02/2021, neste mesmo sítio eletrônico, o Sr. Walter Casagrande Júnior publicou texto na forma de carta aberta alegando que sou “uma pessoa intragável, prepotente, arrogante, defensora de armas, que se disfarçou de jogadora de vôlei, …”

Não contente em me atribuir adjetivos infamantes, acusou-me de ser “alguém que espalha fake news, …, para difundir mentiras e defender pessoas que não têm a mínima condição de viver em sociedade democrática!”

Arrematando o ataque, conclamou seus leitores a esquecerem “que dentro do esporte existiu criatura como essa” e – pasmem! – insultou-me novamente dizendo que sou “defensora dos violentos, dos antidemocráticos, das armas e de tudo que é ruim em nossa sociedade.”

Sempre envolto em polêmicas, o Sr. Casagrande, sob o falso pretexto de analisar minhas posições políticas, preferiu apelar a xingamentos vis e à distorção de minha imagem para, numa tentativa desesperada, assassinar minha reputação. 

Tenho uma longa carreira dedicada ao vôlei e tive a grata oportunidade de representar o Brasil nos Jogos Olímpicos e em inúmeras outras competições internacionais. Desde 2017, como colunista e comentarista em diferentes meios de comunicação social, venho exercendo minha liberdade de expressão com respeito e responsabilidade. 

O Sr. Casagrande, colocando-se na posição de censor das opiniões alheias, poderia ter aproveitado a ocasião para demonstrar ao seu público que é possível criticar sem ofender. No entanto, preferiu macular minha honra e minha imagem recorrendo a insultos e acusações infundadas.

Tomarei as medidas legais cabíveis para lembrar ao Sr. Casagrande que, no debate democrático que ele tanto diz prezar, os homens são responsáveis por suas palavras e atos.


ANA PAULA RODRIGUES HENKEL

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem